Você vive mal, Helena!

sexta-feira, maio 18, 2012


...depois declarou que era preciso mudar isso, que eu devia me decidir a levar uma vida diferente, me dedicar um pouco mais às alegrias da existência. Eu lhe respondi que não tinha nada contra, que sempre fora uma entusiasta da alegria, que nada me irritava mais que todas essas melancolias e outras fossas da moda, e ele retrucou que minha profissão de fé  não queria dizer nada, que os partidários da alegria eram, em sua maioria, as pessoas mais tristes, ah, como você tem razão!
A Brincadeira. Pág. 36 - Milan Kundera.  

Falei no último post sobre leitura que um dos livros que estou lendo agora é A Brincadeira - Milan Kundera. A frase do post de hoje foi uma das que mais me chamou atenção. A segunda parte do livro tem como título Helena. Meu nome, no grego, vem do nome Helena (que nem Helena de Troia, sabe?) Por isso sempre me interesso por tudo que carrega tal nome. 

Acho que não preciso falar muito sobre a frase, ela fala por si. Mas, a nível de desabafo, hoje, especialmente hoje, a frase veio a calhar. Sim, eu preciso me dedicar um pouco mais às alegrias da vida. Por mais que as melancolias me irritem profundamente, a tristeza que me acompanha hoje me faz hipócrita. Não é uma tristeza do tipo alguém-morreu-ele-não-me-ama-mais-ou-estou-sozinha-pra-sempre, não. É só aquele sentimentozinho sem quê nem porquê que bate vezenquando. Alguns chamam de TPM, outros de frescura, eu chamo de saudade. Preciso parar com essas fossas e praticar o desapego. É isso.

Voltando ao livro... continuo recomendando, acho difícil não gostar. 

You Might Also Like

6 comentários

  1. O rosto lembrou muito, e em algumas poses pras fotos que o pai tirava vi perfeitamente seu jeitinho.
    Senti falta de estar por aqui. Sumo não! (yn)

    ResponderExcluir
  2. Lembrou como? pq? anw <3 ahaahah
    Senti falta de vc por aqui! Some assim de novo não, viu?!

    ResponderExcluir
  3. No meio de um fim de semana extremamente agitado, ontem conheci uma fofura de 7 anos que me lembrou você. Meus dias têm faltado horas. Meu blog mesmo não vejo desde a última postagem corrida. Mas senti saudade daqui, e tive que dar um jeitinho de vir.

    O livro me ganhou nesse trecho.
    Vir aqui tem me feito muito bem nos meus constantes dias de melancolia.

    Beijo, lindona!

    ResponderExcluir
  4. *-*

    Desapego na maioria das vezes, se não todas é importante. Tive que aprender a ser assim .

    ResponderExcluir
  5. Será, Lay? ahaha
    Que bom que vc gosta e se identifica, fico feliz!

    ResponderExcluir
  6. A cada novo post me identifico com a ideia do blog Se Eu Fosse Alice e ainda mais com a Alana. (Tô achando que sou uma gêmea dela perdida por esse mundão) rs'
    (...) É só aquele sentimentozinho sem quê nem porquê que bate vezenquando. (:

    ResponderExcluir