24.11.14

Só - risos ❤

Essa é a minha irmã. Há dois meses estávamos juntas em Salvador e fiz algumas fotos dela. Eu adoro o sorriso que ela tem! Minha irmã ta sempre sorrindo. Acorda cantando as 5 da manhã, é irritatemente feliz, e eu adoro isso! A gente se completa e eu sinto saudades da nossa vida, ante dos meus treze anos, todos os dias. Mas o mais legal é que ela me deu um sorriso a mais: Kélissa, minha sobrinha. Essa é outra que também aparece no post de hoje e que me faz muito feliz. 


Já viu o post anterior? Clica aqui então. Como está sendo a semana de vocês? Só muitos sorrisos mesmo pra ver se a sexta-feira chega logo, hehehe.

23.11.14

Kipling Shoes - Fun & Fresh | III Seleção correspondente Kipling

Foi com muita alegria que fotografei a nova coleção da Kipling e escrevo agora ainda mais feliz porque realmente adoro essa marca desde a infância!Conheci a Kipling na alfabetização, quando a minha melhor amiga chegou com um estojo vermelho, junto com um macaquinho, também vermelho e lindo, da marca. Era o estojo mais diferente e demaisão de todos os tempos! Ela tem esse estojo até hoje (pra vocês entenderem a durabilidade dos produtos, hehe). 

A nova coleção foi criada pensando no conceito "Fun & Fresh", para mulheres de todas as idades que possuem um objetivo: SER FELIZ! E qual mulher não fica feliz com um belo par de sapatos, né?! haha. As cores estão lindas e divertidas! Os calçados são leves e super confortáveis

As cores e estampas do Sneaker Joy são lindíssimas! Ele é tão confortável que você até esquece que está calçada. 

Um tanto parecido com o anterior, porém esse modelo é mais elegante e se ajusta melhor aos pés, as cores são básicas e combinam com tudo!

O Sneaker Kate tem cadarço e cores alegres. Fica uma gracinha nos pés! 

A Ballerina Ella é a minha preferida! Tanto pelo modelo, quanto pela cor! São incríveis! Ele é de elástico e se ajusta super bem. O medalhão de macaquinho dourado na frente são muito charmosos. 
Olha só o detalhe da parte de trás:

Ballerina Karly é mais básica que a anterior, porém tão confortável e elegante quanto. As cores discretas combinam com qualquer look.

A Ballerina Stacy tem o diferencial de ter lacinho na frente e também o medalhão dourado 

São os macaquinhos mais fofos e desejados do universo! 


Não resisti e tive que fotografar além dos sapatos para registrar e mostrar detalhes aqui no blog 

Vocês sabiam que os macaquinhos maiores são os machos e os menores as fêmeas? Tem também os pequenininhos que são os filhotes. 
Mais da nova coleção 

Escolhi um look fresco e divertido para visitar a loja, a nova coleção está cheia de cores lindinhas! 
O que eu adorei nessa coleção é que, além da diversão das cores pra quem ama colorido, a marca pensou em pessoas mais discretas também investindo em cores básicas, ou seja, todo mundo vai amar!

Estava um dia de sol aqui no Rio (pra variar), o look que escolhi combinou com várias bolsas e sapatos da Kipling. Vontade de levar todos!

Gostaria de agradecer e parabenizar as atendentes da loja Kipling do Shopping Leblon aqui no Rio de Janeiro que me atenderam super bem! Me ajudaram muito e foram super simpáticas. 

Pra encerrar, clica no play e assiste ao vídeo que fiz mostrando todas as cores e modelos, é bem rapidinho só pra vocês conhecerem ainda melhor :)



Acompanho a Kipling em todas as redes e estava ansiosa por esse momento: A Terceira seleção Corresponente Kipling. Serão 5 blogueiras (os) escolhidas (os) para representar a marca por três meses. Se você quiser participar também, é só clicar aqui e ler todas as informações! As inscrições vão até o dia 15/12/2014.


11.11.14

Sem filtro


Olá, pessoas que trabalham/ trabalham e estudam/ trabalham, estudam e conseguem manter um blog. Segura que lá vem mais um post diário-desabafo-amigão! 

Comecei a trabalhar aos 16 anos de idade e trabalhar é muito bom por motivos de:

a) independência financeira
b) dinheiro no bolso 
c) comprar coisas 
d) ter contatos 
e) fazer algo de útil na vida

Aos 16 anos eu tinha um blog também, mas era muito mais diário que hoje. E era muito menos atualizado (acreditem), e também naquela época eu sofria por amor e não por dinheiro. Quando se sofre por amor a gente tem muito mais para escrever (isso é muito sério, hehe).

Minha rotina mudou bastante no último mês. Além de acordar as 5 da manhã e chegar em casa só depois das 19 horas, ter tempo, conteúdo e fotografias para atualizar o blog ficou cada vez mais complicado. E eu sei que muitas blogueiras que não dependem 100% da renda de um blog também passam por isso. Quando chego em casa tudo que eu quero é:

( x ) dormir
( x ) assistir um episódio de alguma série maneiruda e dormir
( x ) desmaiar na cama
( x ) comer e dormir

Ainda estou me acostumando a minha nova rotina para tentar me organizar e conseguir não deixar o blog de lado. Sabe, é muito bom manter e compartilhar um mundo feito de sonhos com vocês, mas esse é o momento da história em que até mesmo o blog tem uma dose de realidade. Precisa ter.

O que eu quero dizer com esse post é exatamente uma frase que eu li: "Não preste muito atenção à vida editada dos outros #NoFilter". Eu compartilho o lado bom da minha vida em 98% das vezes aqui no SEFA, mas a minha vida tem muitos outros lados. Muitas pessoas que acompanham blogueiros e blogueiras acham a vida daquelas pessoas perfeitas e se questionam por terem que trabalhar tanto, estudar tanto, ralar tanto pra ter a parte legalzinha da história.

Presta atenção. Eu tô ralando também. Estou tentando também! "Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é". A gente pode construir o nosso próprio conto de fadas, mesmo sem a parte das fadas,  sem ficar deprimido pela vida editada das pessoas na internet.

Ok, acho que comecei a procrastinar e vocês já entenderam a mensagem. Vamos ser felizes na real também? Vocês que trabalham e/ou estudam e são blogueiras/blogueiros, me contem nos comentários como vocês conseguem manter um blog e como é a rotina de vocês!


Pra quem não sabe, a lente da minha câmera quebrou, ainda não resolvi isso. Deu pra perceber a rotina louca da pessoa aqui também, né? Vocês podem me acompanhar no Instagram, afinal, meu celular ainda está bem aqui, hehehe. De verdade? Eu estou adorando voltar a escrever como escrevia antigamente no blog.

6.11.14

30 coisas que aprendi (até agora) morando no Rio de Janeiro

Um mês morando no Rio! Não ia falar nada sobre isso, mas lembrei que o blog também é o meu diário. Minha vida ainda ta instável aqui, mas vim dividir com vocês as 30 coisas que aprendi e pensei nesses últimos dias em que deixei de ser apenas turista aqui na cidade. 

1. Cariocas são rápidos para dar informação.
2. Não seja tímido (a) com essa galera!
3. Converse com eles como se fossem seus amigos de infância.

4. Conseguir um lugar vago no metrô é uma missão impossível. 


5. Você pode ficar uma hora e meia no trânsito (ou até mais) para chegar em casa num percurso que duraria apenas 15 minutinhos.
6. Cara, quantos prédios!
7. Poupe seu dinheiro ou irá gastar com todo e qualquer fast food na esquina.
8. "Podrão" é o que há de melhor! 

9. Atravessar na faixa também pode ser perigoso.
10. Não atenda o celular na rua.
11. Leva um tempo pra acostumar com o sotaque goxxxxxxxxxtoso!
12. O calor do Rio é proporcional ao calor de Jequié, só aumenta a umidade.

13. O Rio de Janeiro, a noite, visto de cima é lindo!
14. O Rio de Janeiro de manhã é lindo!
15. Ser ruiva acobreada - tingida ou não -  é mais natural que ser morena (Exagero, mas é. Hehe. Tem muitos ruivinhos e ruivinhas por aqui).

17. Elevador é algo realmente embaraçoso.

18. "Ali" não é assim tão perto quanto você pensa.
19. Poucas pessoas que trabalham almoçam em suas próprias casas.
20. Encontre um emprego que ofereça almoço na empresa.
21. Recheio de sonho de padaria é sempre sabor creme ou doce de leite. Parece que sonho com recheio de goiabada só se faz na Bahia (por favor, com recheio e goiabada é 14567543212345678765432 melhor!)


22. Shoppings sábado a noite  são tão lotados quanto o shopping de Itabuna (lembrar de evitar).
23. Não importa seu nome, se você é baiano (a) sempre será chamado de "Baiano (a)".
24. Não importa de que lugar da Bahia você é, as pessoas - quando souberem que você é nordestino - irão falar com você fazendo cover do sotaque nordestino da Globo. 

25. Eu saio da Bahia, mas a Bahia não sai de mim. Vira e mexe me pego comprando ou pensando em algo baiano.


26. Muita gente aqui ama e cuida de gatos de rua! Ah, e adotam também!
27. Alguns cobradores de ônibus são super grosseiros.
28. Meninas esquisitas no metrô ~nota mental ~ evitar.
29. Jequié não é tão desconhecida quanto eu pensava, é só dizer que fica (mais ou menos) perto de Ilhéus.
30. Tudo acontece no Rio de Janeiro



Não tenho tido como atualizar o blog com frequência, especialmente agora que a lente da câmera quebrou. Espero resolver logo isso. Esse é o primeiro post que faço apenas com gif's, hehe. Vocês gostam de posts assim? Me contem nos comentários mais sobre o Rio ou sobre a cidade de vocês! 

28.10.14

Cidade das Flores: Holambra - São Paulo





















No post anterior, contei pra vocês que estou conhecendo algumas cidades do interior de São Paulo. Hoje foi a vez de conhecer uma cidade linda, cheinha de flores: Holambra! O nome da cidade é uma junção de Holanda + América + Brasil. Cidade pequena, linda e sossegada com os muros das casas são baixinhos, ainda é uma cidade muito segura. O destaque da cidade são as flores. São campos e  mais campos de flores, uma mais linda que a outra. Pra ficar perfeito, faltou conhecer  o campo de Girassóis, mas não está na época delas, são as minhas preferidas!

Minha inspiração pra hoje foi a minha mãe. Mainha ama flores! Toda data especial eu sempre entrego flores pra ela quando estou perto. Ela iria adorar conhecer Holambra. Por isso fotografei cada detalhe que me chamou a atenção. Ta explicado o motivo de tantas fotos. Tem foto pra dar, vender, emprestar, compartilhar com os amigos, hehehe. Tem foto cliché cheirando flor e tudo mais.

Ah! Mais uma coisa... Um dos meus sonhos era ver um moinho de vento. Sim,e u nunca tinha visto. Acho lindo lindo lindo lindo lindo. Passei a gostar há muitos anos quando comecei a assistir Smallville, hehe. 

Passei a escrever no final do post e não no inicio, pois percebi que muita gente pula essa parte e comenta coisas que já deixei detalhado no post. Não sei qual é o caso de quem está lendo isso agora, haha. Me avisem (vocês que costumam ler os textos) o que vocês preferem (início ou fim do post, ou legenda nas fotos também).


Ps. Eu amo flores e estampas florais, mas odeio ser chamada de flor! Por favor, não me chamem de flor. Obrigada! 

Amanhã é dia de cair na estrada de novo!

Oi, eu sou a Alana.
O Se eu fosse Alice é o meu segundo eu. Aqui eu compartilho tudo que amo: fotografias, sonhos, inspirações e um tanto de coisas que vejo por aí!

 
Se eu fosse Alice. © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Jéssica Rodrigues :: voltar para o topo