18.9.14

Tudo que você queria saber sobre: QOD Efeito liso 30 dias

Antes de tudo, quero dizer que pesquisei muito antes de comprar esse produto e muitas perguntas que eu tinha acabei não encontrando em nenhum post. Então, no post de hoje, vou tentar deixar todas as informações que eu gostaria de ter tido.

O que é e pra que serve esse produto?
"QOD é uma máscara realinhadora com poder hidratante, recuperação da cutícula e ação anti frizz por até 30 dias", é o que diz no potinho do produto. E realmente essa é a melhor definição.

Ele alisa?
Não! Ele da um EFEITO liso. Que efeito? Brilho, balanço, sem frizz e um ar de maior hidratação (pelo menos por um tempo)

Grávida pode usar?
A marca diz que sim. Crianças também podem usar pois não contém formol. 

Se não contém formol, como ele da esse efeito liso?
Através da carbocisteína que é o componente principal do produto.

Tem cheiro?
Vi várias resenhas dizendo que não tinha cheiro. Mas tem cheiro sim! É um cheiro fraco, mas tem. A parte realmente ruim é que o cheiro fica depois. É um cheiro esquisitinho que faz parecer que seu cabelo nunca está completamente limpo. Esse cheiro só saiu dos meus cabelos quando usei tintura pra retocar a raiz. O cheiro me incomodou bastante e ficou no meu travesseiro hehe


Como estava o meu cabelo antes de usar o produto?

17.9.14

Livro: Eu sou Alice - Melanie Benjamin


Comprei esse livro no ano passado e acabei não resenhando aqui. A verdade é que eu gostei muito pois já gostava da Alice Liddell, aliás, ela foi o real motivo que me fez ter interesse por "Alice no País das Maravilhas". Sim, o livro escrito por Lewis Carrol (que na verdade se chama Charles Dodgson) foi inspirado numa Alice de verdade. A primeira vez que li a história, não li a versão mais conhecida e sim a edição comentada que contava tudo que havia por trás das histórias Alice no País das Maravilhas e Alice Através do Espelho.

Lembro que, uma das primeiras coisas que a edição comentada explica é que o livro foi inspirada numa Alice real e que a Alice real tinha cabelos pretos, curtos, e bem lisinhos. Olha que bobagem, mas foi isso que fez com que eu gostasse da história, isso e o fato da Alice real e a Alice do livro terem uma personalidade muito parecida com a minha. A Alice loirinha da ilustração foi feita assim para se adequar aos padrões europeus da época. 

O Livro Eu Sou Alice conta a história da Alice Liddell. A Autora, Melanie Benjamin, mistura ficção e realidade. No final do livro ela explica o que acrescentou na história e o que é real. Apesar da história não ser novidade pra mim, a forma como foi narrada e também a liberdade artística da autora deram um ar especial. É bem fácil de ler e muito interessante. Lembro de ter lido rapidinho. A narrativa, apesar de fácil, causa uma certa agonia pois a autora deixa algumas coisas no ar e o leitor fica meio "Ao, meu Deus, será que aconteceu??? Será que ele fez isso? Será que ela... OMG!"

A Alice Liddell quase se casou com um príncipe de verdade, sabia? Não é spoiler pois está na sinopse do livro, hehe. Ela carregou por toda a vida o "peso" do clássico Alice no País das Maravilhas, que encantou e encanta até hoje, mas pra Alice a realidade foi um tanto diferente. A foto abaixo foi extremamente polêmica para a época, lendo o livro vocês vão saber o motivo. 


Dos motivos de gostar tanto da Alice real: ela queria ser a Alice do livro e viver no País das Maravilhas, por muitas vezes, para fugir da realidade. A Alice de Lewis tem muito da Alice real, digo sobre a personalidade, curiosidade, inteligência, sentimentos. Muito mesmo! E algo das ilustrações que me lembram a Alice Liddell são os olhos e o nariz, acho que o rosto de forma geral, menos o cabelo mesmo.
No livro vocês vão poder ver a foto da Alice bem velinha. Uma fofa e bem mais simpática que na foto acima hehe.


Eu indico muito esse livro e também a edição comentada de Alice no País das Maravilhas, pois vocês vão conhecer tudo por trás da história e perceber que havia uma razão para cada elemento e personagem que Carroll desenvolveu.


Ps. Pessoal, tem muita gente que confunde o nome do blog achando que eu queria ser Alice (a real ou a do livro). A resposta é: NÃO. Quando criei o blog, minha intenção com o nome "Se eu fosse Alice" era a de criar um lugar para dividir o meu próprio conto de fadas, meu dia a dia. Uma analogia ao País das Maravilhas. Na época, eu queria fugir do meu mundo real mesmo. Hoje eu quero apenas continuar compartilhando meus sonhos, fotos, criatividade e pensamentos com vocês. E, sim, eu AMO o meu nome.  Como disse antes, me identifico com a Alice real e a do livro por causa da personalidade, adoro os elementos e personagens da história mas nem por um segundo eu quis ser outra pessoa ou teria o meu nome mudado, amo meu nome e o significado dele. Gosto de ser eu. Apenas crio o meu próprio conto e o meu País das Maravilhas. Isso foi o que a Alice me emprestou. :)


Me digam o que acharam da indicação de hoje nos comentários!

15.9.14

Blogs dos Leitores #03

Hoje é dia de conhecer mais cinco blogs incríveis!


A dona desse blog, além de ser uma blogueira fofa, é uma leitora mais fofinha ainda que ta sempre por aqui. Eu gosto tanto das fotos quanto das cores do layout e do conteúdo dos posts da Giovanna. A Giovanna Sodré é de Goiânia, estuda administração, ama animais e filmes de comédia romântica.

Siga: Blog | Fan Page


Amei o nome desse blog! A blogueira é a Priscila Bittencourt, uma ruivinha publicitária, consumista, apaixonada por gatos, fotografia, decoração e DIY. Ah, o blog dela tem um pouco de tudo isso! Vale a pena conferir.

Siga: Blog | Fan Page


A Poline Luz, blogueira, é minha conterrânea! Baiana também, nasceu em Eunápolis e mora em Salvador. No blog ela divide um pouco de tudo que gosta, independente do tema. Tem dicas de filme, decoração, ideias pra quem ta pensando em casar e muito mais.

Siga: Blog | Fan Page

A Érica tem 19 anos e diz que assim que terminar a faculdade de Arquitetura e Urbanismo vai tentar Design de interiores e um curso de fotografia (ta apoiada!hehe). Ama livros, séries, é romântica e, pelo nome do blog, uma sonhadora também! Vocês vão encontrar dicas bem legais no Sonhos de Garota!

Siga: Blog | Fan Page 


A Camy é um amorzinho! Da gosto de ver os posts dela pois são bem organizados e completos, eu adoro isso! O blog é clean e tem conteúdo. A Camylla tem 19 anos, estuda Fisioterapia e pretende mudar para Publicidade e Propaganda. Criou o blog pra fugir da rotina e com isso ela divide vários assuntos legais com a gente. Vale o click!

Siga: Blog | Fan Page

Quero saber: Já conhecia algum desses blogs? Qual o seu preferido?

11.9.14

Acho que vi um gatinho: Os 28 gatos da Ingrid!

Hoje vocês não vão ver apenas um gatinho! Isso mesmo. Hoje é dia de overdose de gatinho, porque a gateira da vez cuida de 28 (VINTE E OITO) gatinhos fofinhos!!! OMG!
Bom, eu não tenho "um gatinho" pra mostrar. Tenho vinte e oito gatos. É! haha. A maioria nasceu aqui em casa mesmo. Na verdade adotamos uma (Chitara) que hoje tem 10 anos e é a mãe/avó de todos. Nossa, eu amo muito esses gatos! Meu Deus do céu, sou nada sem eles! Só vivem pendurados em mim o dia todo e se eu saio e volto a noite é aquela saudade, aquela ronronada em cima de mim, hahaha. Todos eles tem uma musiquinha especial, um apelido carinhoso, bem aquela coisa "só a gente entende", sabe?Eles são minha família! Costumo ficar sozinha o dia inteiro e são eles que ficam comigo. No meu Instagram vivo postando fotos deles também. Na hora de comprar comida, a prioridade é deles e não nossa. Sério! hahaha. Eles são MUITO amados e bem cuidados. Aí você pergunta "nossa, mas pra que tantos?", respondo: É poque as gatas engravidam e minha mãe não tem coragem de doar os filhotes, aí ficamos nesse ciclo. Mas agora elas são vacinadas e não acontecerá mais isso (já chegamos a passar dos 30!). Eles ficam por toda parte: Na cama, nas cadeiras, na escada, em cima da tv, no muro... E no frio eles costumam ficar bem reunidos em cima da cama, tipo uns 20 de uma vez, é muito fofo! Eles ficam ronronando juntos e parece que a cama "treme" hahaha, e é tão quentinho! Sobre mantê-los, olha, é meio difícil ($$$$$$$$) mas graças a Deus não falta nada pra eles. Da um certo trabalho em ter que limpar tudo toda hora, ter o cuidado de deixar tudo guardadinho, caso contrário eles quebram/derrubam/fazem de brinquedo, mas como já etsamos acostumadas fica tudo mais fácil, tudo aqui é à prova de gatos!  Enfim, acho que é essa minha história com gatos, lido com eles antes de vir para este mundo, então pra mim é normal e nada alarmante essa quantidade. É amor demais dos dois lados! Eles me fazem uma pessoa melhor.
A Ingrid Gleize tem 17 anos, mora no Rio de Janeiro e é blogueira no ingridgleize.com  Para conhecer cada um dos gatinhos dela, é só apertar o play e se apaixonar!







Gente, é muita fofura! Com vinte e oito gatos eu não teria vida além de fazer carinho e tirar foto o dia inteiro, hehehe. Mais alguém aqui tem tantos gatos assim? Obrigada por compartilhar sua história com a gente, Ingrid! Amei conhecer seus gatos!

10.9.14

Livro: Leia isto se quer tirar fotos incríveis


Muitas pessoas me pedem indicação de material básico para fotografia e aqui vai uma super dica! Leia isso se quer tirar fotos incríveis, de Henry Carroll, traz fundamentos básicos, como composição, exposição, luz e lentes de uma forma simples e divertida. Com imagens lindas de grandes fotógrafos, ele inspira os leitores a adquirirem o hábito da observação e praticarem os princípios que ele descreve (tira a poeira dessa câmera!).
Ao fotografar, tenha paciência e faça testes. Muitas vezes, o ato de tirar fotos o leva àquilo que você está procurando. Fotografia não é declarar um vencedor a cada clique. Conseguir a foto é um processo.


Henry Carroll consegue falar muito bem de conceitos básicos como abertura do diafragma, velocidades do obturador.. E, ao mesmo tempo, mergulhar em toda profundidade do processo criativo. 
Crie perguntas, não respostas. Não ache que suas fotografias tenham que se explicar. Contenha-se um pouco. Dê à nossa imaginação algum lugar para ir.


O livro é indicado para usuários de DSLR, compactas e compactas avançadas, mas ouso dizer que mesmo quem fotografa apenas com o celular pode aprender muito com ele.
Você verá que tirar ótimas fotos depende menos do know-how técnico e muito mais do domínio das peças mais valiosas do kit: os seus olhos.
Então fica minha indicação para entusiastas e profissionais, a leitura vale muito a pena!  

Oi, eu sou a Alana.
O Se eu fosse Alice é o meu segundo eu. Aqui eu compartilho tudo que amo: fotografias, sonhos, inspirações e um tanto de coisas que vejo por aí!

 
Se eu fosse Alice. © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Jéssica Rodrigues :: voltar para o topo