Conhecendo os modos de foco da sua câmera

By Alana Aguiar - quarta-feira, maio 14, 2014


Eu sou bem suspeita para falar sobre esse assunto, pois sempre fotografo no modo de ponto único (AF-S - Nikon | One-Shot AF - Canon). Esse modo te permite focar em um único ponto, como o nome já diz; isso te dá a liberdade de alterar o enquadramento depois de focar, caso precise. Como é um modo bem rápido e te deixa escolher onde quer focar, é normalmente o mais usado pelos fotógrafos. Esse lance de reenquadrar é bem usado, pois nem sempre o sujeito da foto está no centro. Então é só centralizar o motivo, reenquadrar como quiser e clicar:
Centralizei a mãe fofinha dos dragões, foquei, ajustei o enquadramento e cliquei.

Esse é um bom método, mas tem outro muito melhor! Quando você move a câmera para enquadrar novamente (mesmo no tripé), há uma diferença na distância lente-objeto e, consequentemente, no foco. Então a melhor forma de ter uma foto bem focada é alterar o ponto de foco já no enquadramento correto.
Alterei o ponto único de foco para a esquerda para não precisar mover a câmera.
Aqui a mesma coisa, só que para o outro lado. :)
Um bom exemplo é a foto da capa desse post. Se eu tivesse centralizado o casal para focar, a foto provavelmente ficaria desfocada, pois a distância até o centro é grande e o sujeito da foto é pequeno. Não reparem minha sombra gigante na foto, tá? (Tarde demais, hahaha)

No começo parece difícil ter que ficar mudando o ponto de foco, principalmente em ensaios ou eventos, mas (acreditem!) acostuma bem rápido. Hoje eu só uso esse método e já é meio automático para mim. Assim como preciso ajustar os parâmetros da câmera que comentei no post do modo manual, habituei a ajustar o ponto de foco também.

O modo contínuo (AF-C - Nikon | AI Servo AF - Canon) funciona como o de ponto único por te deixar escolher onde quer focar, a diferença é que a câmera vai ajustando o foco nesse objeto a medida que ele se mexe.

Por exemplo, se você quer fotografar uma criança correndo em sua direção: vai focar na criança e, enquanto o botão estiver "meio pressionado", a câmera vai mudar o foco para que a criança continue focada. É um modo muito interessante, mas não uso muito pois o modo de ponto único com uma alta velocidade do obturador dificilmente deixa a desejar em fotos "rápidas". Eu indico o modo contínuo para fotos sequenciais em movimento, tirar 3 fotos dessa criança correndo em sua direção no modo de ponto único deixaria só a primeira foto focada, enquanto no contínuo as três ficariam focadas, devido ao ajuste da câmera no seu objeto de interesse (a criança).

Modo automático (AF-A - Nikon | AI Focus AF - Canon): não aconselho e tenho uma certa raiva desse modo, hahaha. Ele não te permite controle algum sobre o foco, a câmera domina. Ela escolhe onde foca e se acompanha ou não o objeto focado.

Modo manual (MF): dificilmente você vai precisar usar o modo manual. Mas quando o ambiente é escuro, com pouca diferença de contraste ou há muitos objetos entre o seu motivo e a lente, ele pode ser útil, pois a sua câmera vai ficar maluca sem querer focar.

Algumas câmeras não possuem motor de foco e se estiver usando uma lente também sem motor de foco, o modo manual é obrigatório. É isso que diferencia as lentes AF (sem motor de foco na lente) das AF-S (com motor de foco) da Nikon. Se você tem uma câmera sem motor de foco embutido, certifique-se de comprar lentes com motor de foco.

Gostaria de agradecer o feedback de vocês no último post, isso é muito importante para nós! Continuem deixando dúvidas e sugestões nos comentários. Até breve!

  • Share:

You Might Also Like

2 comentários

  1. Nossa, seu blog está muito lindo! Delicado e eu adorei a paleta de cores! Super bem escolhida!
    Mas, mudando de assunto. Eu tenho uma câmera, também. Estou começando a aprender coisas sobre fotografia, e pretendo até entrar em um curso, em julho, mas, achei bem legal as dicas que você deu. Eu, as vezes, ficava me perguntando a diferença dos modos focais e por mais que tivesse alguma idéia do que faziam, não tenha visto ainda.
    E, foi engraçado, também, entrar aqui e ver o livro do Bruna. Ontem mesmo, eu estava vendo o vídeo que ela postou agradecendo os presentes que recebeu no lançamento. Também não a conhecia e nem sabia sobre o que o livro se tratava, agora sei!
    Bem, gostei do blog!

    Lara Torres - www.araposabranca.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, Lara! Que bom que gostou. Muito obrigada! <3

    ResponderExcluir