A culpa é das estrelas - John Green

domingo, janeiro 20, 2013


Todos nessa história têm uma hamartia sólida como uma rocha: a dela, por estar tão doente; a sua, estar tão bem. Se ela estivesse melhor ou o senhor, mais doente, então as estrelas não estariam tão terrivelmente cruzadas, mas é da natureza das estrelas se cruzar, e nunca Shakespeare esteve tão equivocado como quando fez Cássio declarar: "A culpa, meu caro Bruto, não é das nossas estrelas/ Mas de nós mesmos." Fácil falar quando se é um nobre romano (ou Shakespeare!), mas não há qualquer escassez de culpa em meio às nossas estrelas.
Quero começar dizendo que a culpa não das estrelas. Isso mesmo, a culpa é do John Green. Que livro lindo! omg. Quando li a sinopse achei que seria um livro chato, melancólico demais, etc. Estava enganada. O livro me gerou boas risadas e ótimas reflexões. 
A culpa é das estrelas é narrado pela personagem principal (ponto super positivo): Hazel Grace. Hazel é uma paciente em estado terminal com apenas alguns anos de vida e, claro, ela sabe disso. Mas ao contrário do que você deve estar pensando - e do que eu também pensei - Hazel não passa o livro falando sobre como sua vida é ruim ou como ela está triste. Não, não mesmo. A reviravolta na história da Hazel é conhecer o Augustus (Gus) que é um fofo! Eles se conhecem no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. 

Outro fato que adorei no livro é que a Hazel tem um livro preferido: "Uma Aflição imperial", a relação dela com esse livro me fez lembrar da minha relação com "A insustentável Leveza do Ser - Milan Kundera". Hazel faz várias reflexões e cria teorias para esse livro e o final dele, tanto que a história acaba girando em torno dessas teorias e do desejo da Hazel de querer saber do autor o que aconteceu com os personagens após o final do livro preferido. 
Hazel não luta contra o câncer, e até tem um certo repúdio dessa frase, ela convive com ele. Sua amizade com o Gus é linda, sabe? Eles se ajudam, se entendem (apesar das muitas discordâncias), e possuem um sentimento bonito um pelo outro. Gostei muito da melhor amiga da Hazel, apesar de não ter aparecido tanto na história.  Eu não leio rápido, principalmente agora que não tô enxergando muito bem, mas acabei lendo o livro em um dia. Os capítulos são curtos, então a gente acaba lendo "só mais um" e mais um e mais um e mais um e, quando percebe, já chegou ao fim.
 288 páginas ❤ Páginas amareladas ❤ Capítulos curtos
 A capa é linda! Adoro esse tom de azul 

Divertido, reflexivo, tocante e ótima leitura. Recomendo! 

Alguém aqui já leu esse livro? Gostaram? Quero ler mais obras do John Green, gostei da forma como ele escreve. Alguma indicação?

You Might Also Like

3 comentários

  1. Sempre quis ler.

    Beijos, Vi
    www.leonapoet.com

    ResponderExcluir
  2. Acabei de conhecer tuas resenhas e já estou amando (pq são poucas as resenhas que paro pra ler). E sobre esse livro, eu sempre tive curiosidade devido a fama e bons comentários e agora depois de tua resenha - aí que deu vontade de ler mesmo rs. Beijos. Ah, teu blog é simplesmente lindo!

    ResponderExcluir
  3. Li o livro e amei !! Tipo, gosteii muito foi tipo , nossa nao tenho nem oque falar você ja sitou tudo , amei o livro é muito lindo!

    ResponderExcluir