Cupcake Dreams

By Alana Aguiar - quinta-feira, março 29, 2012


É engraçada a forma como as coisas acontecem na minha vida. Engraçada, quase irônica. Mas o mais real de tudo é que acontecem por escolhas que fiz. E, oras, eu sou impulsiva! Tudo, até agora, foi feito na base da mais impulsiva das decisões. Foi assim no ensino médio, trabalho, namoro, vestibular, resultado de vestibular, lugar pra morar, amigos errados, amigos certos, quartos sem janelas e sempre uma ideia de que "tudo vai ficar bem". Sou uma sonhadora, e ser sonhadora com impulsividade correndo pelas veias  é quase como ser uma bomba relógio, prestes a explodir e a tomar a próxima decisão que pode ou não ferrar com toda uma vida.

Nunca foi por falta de aviso. Mas sabe quando a gente coloca uma coisa na cabeça que ninguém no mundo será capaz de tirar? Tipo naqueles momentos em que a gente pede um conselho, quando na verdade já sabemos o que vamos fazer, e só resta encontrar alguém pra aconselhar exatamente o que se quer ouvir? Pois é. 

Com o tempo, percebi que tudo em mim era insatisfação. Realizava um sonho, me ferrava, queria outro sonho, dava certo. E aí sonhava mais uma vez e tudo se repetia. Sempre querendo mais, mais, mais mais e mais! Já não pensava "tudo vai ficar bem", pensava: "qual-será-a-próxima-merda-que-vai-acontecer-com-o-próximo-raio-de-sonho-que-o-parta-insano-que-vou-sonhar?". E vou dizer aqui que insatisfação não é coisa boa, essa coisinha suga a felicidade, sabe? É que a felicidade se encontra no nada, nas coisas pequenas, nos tolos, nos de-bem-com-a-vida. 

Queria umas vidas extras, tipo como quando a gente joga Mário e encontra um cogumelo verde. Com vidas extras eu poderia testar agora qualquer coisa e fazer certo na próxima. Mas não. Já dizia Kundera "tudo é vivido apenas uma vez e sem ensaios". Eu vou vivendo, errando, sonhando e sendo mais impulsiva que nunca. E também vou acertando, entende? Vou acertando quando peço desculpas, quando me jogo em amizades outra vez, quando mudo de casa, quando corto o cabelo. Vou me esforçando minimamente pra ser feliz. 

É nessas horas que coloco uma xícara na cabeça, um pano atrás do guarda roupa, entro no meu caso de amor eterno com o time de 10 segundos da câmera e faço cara de paisagem. Quase que um chapeleiro maluco, ou uma maluca tentando eternizar um momento bom. Vou construindo o meu próprio conto, sem fadas, mas com pequenos prazeres, alegrias que me fazem viver um dia após o outro. Continuar, sempre.


  • Share:

You Might Also Like

7 comentários

  1. Vim daqui: http://seeufosseallice.blogspot.com.br/2012/05/fotografia-os-10-segundos-e-eu.html
    ... e esse já é um dos seus textos que mais gosto. A escrita, o conteúdo, as referências, o fechamento. A cada dia mais me identifico.

    P.S.: Apaixonei na sua xícara! *-*

    ResponderExcluir
  2. Que lindo seu comentário, Carla! Adorei.
    São comentários assim que fazem nossas pequenas alegrias e ajudam a continuar
    Obrigada, mesmo ;)

    ResponderExcluir
  3. Alana... o que seria de nós sem o sonho e a impulsividade? Não nos podem chamar de covardes, pois somos mais valentes do que pensamos... Quem se arrisca a dar a cara a tapa? A conhecer as pessoas erradas, as certas, ficar no quarto sem as janelas? Só os fortes, e vivos!
    Você está fazendo o correto, que é viver e explorar... Não tem a fada e seus contos, mas tem o final feliz, pois esse só depende da gente ^^

    Beijo Grande e lindo final de semana

    Carla
    @Maoslindas
    Facebook.com/BlogMaosLindas
    Blog Mãos Lindas

    ResponderExcluir
  4. Sherry Motceldos8 de julho de 2012 11:08

    Perfeito... amei !!!!
    Eu tb sou impulsiva... ¬¬

    ResponderExcluir
  5. Li seu post e lembrei dessa música que ouvi há mil anos atrás, ainda na UESC. É uma banda de Salvador. Ouve. http://www.youtube.com/watch?v=a_Q3oCFdImA

    ResponderExcluir
  6. Chamo isso de estimulo e auto motivação. Insatisfação é consequência que sempre poderá oscilar entre boa ou ruim.Mas continue SEMPRE.

    ResponderExcluir
  7. Também sofro de insatisfação.

    'Continuar, sempre'

    ResponderExcluir